HMNEWS EDITORA E EVENTOS. ÚNICA COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

GÁS | HIDROSSANITÁRIA | ELÉTRICA | ELETROMECÂNICA |HVAC | FOTOVOLTAICA | INCÊNDIO | DADOS | MANUTENÇÕES

 

 

+ de 37 mil

 

LEITORES, INTERNAUTAS, PROFISSIONAIS E FÃS DA REVISTA DA INSTALAÇÃO :)

  CONHEÇA OUTRA PUBLICAÇÃO DA HMNEWS EDITORARevista Potência
ANUNCIE
  

TÜV Rheinland atesta qualidade e eficiência dos equipamentos de energia solar

A TÜV Rheinland Group, um dos maiores grupos mundiais de certificação, inspeção, treinamento e gerenciamento de projetos, é líder mundial em todos os aspectos relacionados aos projetos fotovoltaicos, com mais de 20 GW inspecionados em plantas fotovoltaicas. A empresa desenvolve serviços de Ensaios Fotovoltaicos e Certificação de Painéis Térmicos, que atestam a qualidade e a eficiência dos equipamentos importados ou fabricados no Brasil, e intensifica sua atuação em um momento de franco crescimento da energia solar no Brasil.

Os ensaios fotovoltaicos em módulos, inversores e baterias são realizados em laboratórios da empresa localizados em seis países: China, Taiwan, Japão, Índia, Estados Unidos e Alemanha. Os testes são feitos conforme a portaria 004/2011 do INMETRO e aceitos pelo Instituto de metrologia brasileiro.

A empresa vem disponibilizando seus modernos centros de ensaios no exterior em favor do desenvolvimento da energia solar no Brasil desde meados de 2015, quando houve o acordo de reconhecimento mútuo estabelecido entre a CGCRE/INMETRO (Coordenação Geral de Acreditação do Instituto) e organismos internacionais como IAAC (Interamerican Accreditation Cooperation), ILAC (International Laboratory Accreditation Co-Operation) e DAKKS (Organismo Nacional de Acreditação da Alemanha), que chancelam os laboratórios TÜV Rheinland nestes países.

Líder mundial em certificação de painéis, inversores e componentes segundo normas internacionais, a TÜV Rheinland é referência mundial na certificação de cabos para sistemas fotovoltaicos, resultado decorrente do pioneirismo da empresa no desenvolvimento de normas técnicas para o setor, tendo destaque a norma própria TÜV 2 PFG 1169-08.2007, que por anos serviu como o padrão de qualidade para esse tipo de produto.

Atualmente, a empresa oferece o serviço de atendimento à norma EN 50618:2014 e atendimento à norma ABNT NBR 16612:2017, em que esteve presente no desenvolvimento da mesma, junto à ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A TÜV Rheinland dispõe de uma estrutura laboratorial de alta tecnologia, especializada em ensaios de caracterização elétrica; ensaios de resistência a ação de produtos químicos; ensaios de resistência mecânica & resistência térmica.

A empresa também atua neste setor oferecendo segurança aos investidores, através de análises de viabilidade dos projetos, estimativas de rendimento e desempenho e monitoramento da construção de plantas de energia solar.

Os serviços englobam a auditoria de fábrica, para avaliar a compra de insumos e orientações para a criação de especificações técnicas; inspeções de embarque e transporte, avaliação de instalações ou grandes plantas, e até o comissionamento e manutenção de todo o sistema.

"Com todos estes parâmetros controlados, os investimentos devem ser mais seguros e confiáveis em relação à rentabilidade", assegura Vitor Rodrigues, gerente da Área de Energia Solar da TÜV Rheinland. Desta maneira, a empresa pode oferecer apoio a bancos ou outros credores (LTA – Lender's Technical Advisory), desenvolver serviços de Engenharia da Propriedade, com engenheiro independente, e qualquer serviço de comissionamento, antes e depois da conexão com a rede.

Em relação aos sistemas térmicos, a TÜV Rheinland certifica painéis solares, reservatórios térmicos e sistemas acoplados, de acordo com a portaria 352/2012 do INMETRO, pois possui a acreditação para estes processos. A empresa atua, nesse sentido, com auditorias de fábrica, lacres de amostras, ensaios em laboratório na China e atendimento a reclamações de clientes - itens obrigatórios para o processo de certificação. Quando o sistema é aprovado, é emitido um certificado, sendo que as atividades de manutenção da certificação ocorrem a cada período de um a dois anos.